Avaliação da função renal

Avaliação da função renal

A prevalência de doenças renais vem aumentando consideravelmente nos últimos anos. Estudos demonstram que 1 em cada 10 brasileiros sofre com algum problema nos rins e muitos nem sequer desconfiam que possam estar doentes, já que os sintomas surgem de forma silenciosa e acabam passando despercebidos, como anemia, pressão alta, inchaço (edema) e cansaço.

Por isso, a avaliação da função renal é de extrema importância para o diagnóstico precoce e monitoramento de doenças nos rins, e ela pode ser feita através de exames laboratoriais de sangue e urina, afirma a Biomédica do Laboratório Biolabor, Caroline Pereira Guessi.

O exame de sangue mais solicitado pelos médicos é a creatinina e pode ser realizado através de uma única coleta de sangue, sendo aconselhável jejum de 4 horas. Elevações nos níveis dessa substância podem indicar que os rins não estão funcionando adequadamente.

Segundo Guessi, um exame simples de urina como o parcial de urina (Urina tipo 1) pode fornecer informações importantes sobre a saúde dos rins. Neste exame são avaliados alguns parâmetros, como glicose, proteína, sangue, leucócitos e outras substâncias que podem causar uma possível doença renal.

Exames de rotina são fundamentais para o diagnóstico precoce de doenças. Havendo a indicação de problemas na função renal, o médico costuma investigar através de exames mais precisos e específicos.

Leia também: Testes de alergia alimentar. 

Comentários